Crash, Clash, Crush – Nicole Willians

Crash_series-1

Já faz um tempo que eu terminei de ler a série Crash, da Nicole Willians, formada por três livros: Crash, Clash, Crush. Estava lendo-a quando decidi remontar meu blog e pensei: será sobre a trilogia que darei minha primeira opinião sobre os livros. Porém, a história me decepcionou. Fiquei com raiva. E só pensava em detonar a escritora. Agora que estou calma, decidi tentar escrever.

Calma. Não se assuste. A autora é bestseller  do New York Times. O livro não é de todo ruim. Se fosse, não teria terminado de ler os três livros. O problema foi que o que me interessou no livro, o que me fez continuar lendo a história, não foi trabalhado pela autora.

Em algum momento do primeiro livro, Crash, a personagem Lucy Larson diz para o seu namorado Jude Ryder que o passado não precisa definir o futuro. Devido a isso, pensei que os outros dois livros fossem focar na transformação dos personagens em não deixar o trágico passado em comum dos dois interferir no futuro. Contudo, me enganei.

No livro Clash, mesmo considerando que o pai da Lucy é culpado pelos erros do pai dele, Jude concorda em ir jantar com os pais dela. Tudo estava saindo bem até o pai brega da Lucy dizer que vai pagar a conta. Jude fica uma fera, briga com o pai dela e sai do restaurante.

Fiquei matutando, como a escritora vai resolver essa questão?

Para minha surpresa, ela não fez questão de resolver. O segundo livro finaliza sem ela tocar no assunto. O terceiro livro, Crush, termina sem resolver esse impasse também.

A única coisa do passado que aparece como um problema em Crush ocorre bem no final do livro, quando Jude pensa que Lucy não contou sobre a gravidez por ela achar que ele seria um pai ruim que nem o dele foi. Mas na verdade, ela não contou por estar assustada e insegura. Nunca passou na cabeça dela que Jude seria um péssimo pai. Ela fala isso para ele e tudo fica bem. E fim da história.

Assim, a trilogia acaba e a grande questão que para mim seria importante… que poderia ser o grande fator das discórdias entre eles foi ignorado. Seria mais interessante o drama em torno do “meu namorado é filho do assassino do meu irmão” e da “ minha namorada é filha do homem que fez meu pai perder a cabeça” do que os problemas que a autora escolheu para a série.

Nicole Willians criou um ótimo gancho, mas em vez disso, optou por escolher problemas normais de qualquer casal novo, de pessoas inseguras e inexperientes. E isso me decepcionou!

              

Anúncios

Uma resposta para “Crash, Clash, Crush – Nicole Willians

  1. Livro chato, personagens chatos, história chata! Realmente foi um livro q não me conquistou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s