A Esperança (Jogos Vorazes#3) – Suzanne Collins

aesperança

A garota em chamas sobrevive. Sobrevive aos Jogos Vorazes. Sobrevive ao Massacre Quaternário. Katniss Everdeen é resgatada da edição especial dos Jogos Vorazes pelos rebeldes do lendário Distrito 13. Peeta é sequestrado pela Capital.

A Esperança, último livro da brilhante saga Jogos Vorazes, escrita por Suzanne Collins, Katniss Everdeen descobre que o Distrito 13 orquestrou um plano gigante para resgatá-la do Massacre Quaternário. Ela, alguns outros vitoriosos dos Jogos e sobrevivente do Distrito 12 (incluindo Gale, Prim e a mãe de Katniss) passam a morar no Distrito 13, lugar onde todos pensavam que havia sido destruído pela Capital. Lá, Katniss também descobre que Coin, presidente do Distrito 13, tem planos especiais para ela.

Os rebeldes a querem como cara da revolução. Assim sendo, por tudo o que ela passou nos Jogos Vorazes e no Massacre; pela morte de Rue; pelas chicotadas em Gale; pelo levante no Distrito 8; e pela oportunidade de manter Peeta vivo, entre  tantos outros motivos, Katniss decide ser a cara, o corpo e a voz da revolução. Ela aceita a desempenhar o papel que o Distrito 13 designou. Ela é tordo, o símbolo da revolução. E assim, a guerra contra Panem começa.

O terceiro livro da série traz mais ação, mais crítica à sociedade, mais luta pelo poder, mais superação física, mais sangue, mais emoção e mais romance. Suzanne Collins humaniza ainda mais os personagens. A autora apresenta novos personagens, inclusive um pior que o presidente Snow. Tudo que acontece na história poderia acontecer na vida real. Inclusive, vale a pena fazer analogias com o mundo real, com o sistema capitalista que vivemos.

Quando terminei de reler a série, tive a mesma reação de quando li pela primeira vez. Aos prantos (estava chorando muito) e falei para mim mesma: “Ual. Que final justo!”. A personagem principal não é o padrão de heroínas que estamos acostumados a encontrar nos livros. Katniss passa por muita coisa ruim. Vive um inferno. Foi uma peça para a Capital e para Panem. Ela e muitos dos personagens têm muitas perdas, ficam entre a vida e a morte diversas vezes. Desta forma, com toda violência, tragédia e brutalidade, não teria como acontecer um final feliz para os personagens. Collins encerra a história de forma digna e brilhante, permitindo que os personagens sigam em frente dentro do possível.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s